Esteatose Hepática ou Gordura no Fígado

 

 

 

 

 

 

 

Esteatose Hepática Não Alcoólica ou “Gordura no Fígado”, como é conhecida: estatísticas, perigos e recomendações

 

70% da população mundial é inativa. O sedentarismo pode ser a causa de várias doenças como obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão, diversos tipos de câncer, osteoporose, cálculo renal e biliar, disfunção erétil e Esteatose Hepática.

A incidência dessas doenças em Obesos se dá da seguinte forma:

Diabetes Melittus Tipo II 61 %
Cancer no Endométrio  34 %
Osteoartrite 24 %
Hipertensão Arterial 17 %
Doenças Coronarianas 17 %
Cancer de Colon 11 %
Cancer de Mama 11 %
Esteatose Hepatica não Alcoólica  65 %

 

Como se vê, 65% dos obesos têm Esteatose Hepática.

Além da obesidade a Esteatose hepática pode ser causada por outros fatores como: Dieta Inadequada, Sedentarismo, Síndrome Metabólica e Uso de Tabaco e Bebidas Alcoólicas.

Um parêntese para a Síndrome Metabólica. Quando se pode considerar a Síndrome? Quando a:

  • Circunferência abdominal for > 102 cm em homens e > 88 cm em mulheres
  • Hipertrigliceridemia (triglicérides) for ≥ 150 mg/dl
  • HDL (colesterol bom) for < 40 mg/dl para homens e < 50 mg/dl para mulheres
  • Pressão Arterial for > 130/85 mm Hg
  • Glicose Plasmática de Jejum for > 110 mg/dl

 

 

A Esteatose Hepática grau 3 é o último grau antes da Cirrose. Quando o quadro de Cirrose se instala, somente transplante para resolver.

Ela é uma doença silenciosa; sem sintomas nas fases iniciais. Nas fases mais avançadas, ela gera sensações de mal estar, fadiga aguda e desconforto abdominal na região superior direita.

A comprovação da Esteatose Hepática se dá,na maioria dos casos, através de ultrassonografia. Ela não aparece em exames de sangue comuns Pode acontecer de a pessoa ter glicemia, triglicérides e colesterol bons mesmo tendo obesidade (O que é raríssimo! Foi constatado que 90% dos obesos mórbidos têm Esteatose Hepática. E a porcentagem chega a 75,8% para obesos que não consomem bebidas alcoólicas!) e ter a gordura no fígado.

Portanto, o ideal quando a pessoa está num quadro acima do peso, inativa e alimentando-se mal, além dos exames comuns, é fazer também um ultrassom abdominal.

Foi constatado cientificamente que a prevenção e diminuição do quadro de Esteatose Hepática pode se dar de forma similar à recomendação para outras doenças crônicas, isto é, diminuição do peso e vida ativa.

A recomendação é de 200 a 300 minutos de atividade física moderada por semana, isto é, 60 minutos de exercícios 5 vezes por semana, de preferência todos os dias.

Portanto, vamos treinar, vamos nos movimentar porque a vida sedentária traz muitos problemas pra saúde que diminuirão sua qualidade de vida. Pense bem, vale a pena?

 

           

 

           

 

Tags: Esteatose Hepatica, Exercício Físico, Gordura Figado

Enviar comentário

voltar para Dicas

center|center normalcase|normalcase b05s bsd||c05|image-wrap|news login b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|login news b01 c05 normalcase bsd|c05|b01 c05 normalcase bsd|content-inner||