Dor e exercício

Vale a pena forçar e continuar os treinos mesmo quando se tem dor?

Provavelmente você já ouviu a clássica expressão “no pain no gain” – sem dor sem ganho. Talvez isso seja inspirador, mas está longe de ser verdade. Treinar com dor é um sinal de que algo está errado, seu organismo está sofrendo. 

A tendência é o contrário, o treino deve ficar cada vez mais fácil à medida que o seu condicionamento melhora. Um treino sem dor é um treino feito da maneira correta, dentro das suas possibilidades. A medida que você melhora o condicionamento físico e pulmonar, não faz sentido continuar sentindo dores, a não ser aqueles incômodos pós-treino, como cansaço e musculatura dolorida.

Se a pessoa é iniciante nos treino a recomendação é que este atleta tenha muito cuidado em não intensificar demais os primeiros treinos. De uma maneira geral, o pulmão e o coração se condicionam mais rápido à corrida do que os músculos, articulações e ligamentos. Ou seja, este atleta agüenta o tranco de um esforço maior, mas as pernas não, este é um sinal bem comum de que o treino está passando do ponto podendo causa a canelite. 

É claro que essa dor na canela é frustrante, mas por outro lado, é um sinal das pernas alertando que o treino não está fazendo bem para elas. E não tem jeito, a pessoa tem que reduzir o ritmo ou até parar por um tempo os treinos. 

Algumas lesões mais sérias podem tirá-lo dos treinos por meses e colocar em risco o seu planejamento para uma prova importante ou mesmo a sua continuidade no processo de perda de peso e redução do percentual gordura.

Anti-inflamatório

Muitos corredores e atletas fazem uso desses medicamentos, mas é bom lembrar que muitos mascaram a dor, fazendo com que este atleta perca a noção e os limites do próprio corpo. Se a pessoa diminuiu o ritmo de treino, mas a dor se manteve ou continua aumentando, talvez seja o uso deste medicamento pode resolver, mas é bom lembrar de que se a pessoa chegou nesse ponto de precisar usar remédio, deve suspender a corrida até acabar a medicação.

Dependendo das metas na corrida, uma dose extra de vitaminas e suplementos pode ser importante para que você obtenha todos os nutrientes necessários para a saúde e boa performance. 
Por isso, a visita a um nutricionista esportivo é uma estratégia bem interessante, para ver se a pessoa realmente precisa de suplementos, quais são os mais indicados e em que doses. É bom a pessoa não cair tentação de comprar por conta própria. 

Estudos bem embasados mostram que doses exageradas de algumas substâncias podem interferir na recuperação muscular e nos ganhos de resistência ao longo dos treinos. Isso pode deixá-lo com o organismo mais fraco e mais vulnerável a lesões.

 

Matéria publicada pelo site eu Atleta 

Comentários

soraia em 16/07/2014 22:08:46
Oi Clau .Adorei a materia e adorei o site.Passarei sempre por aqui para saber das novidades.Bjs.Parabens.

Enviar comentário

voltar para Dicas

center|center normalcase|normalcase b05s bsd||c05|image-wrap|news login b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|login news b01 c05 normalcase bsd|c05|b01 c05 normalcase bsd|content-inner||